Halloween Costume ideas 2015

JSD Odivelas em Kont@cto

Últimos Artigos
18 Anos Odivelas Actividades Administração Pública Alexandra Costa Ana Catarina Gomes António Costa Antonio Dias António Guterres As histórias de uma terra milenar Assembleia Municipal Odivelas Associações de Estudantes Áutárquicas Banco de Voluntariado Bruno Duarte Bruno Veiga Câmara Municipal de Odivelas Carla Nazareth Carla Sofia Marcelino Catarina Silva Comissão Política Comunicação Conselho Municipal da Juventude Crónica Daniela Chaves Daniela Duarte David Castro David Freitas David Pereira de Castro Débora Pereira Diogo Godinho Diogo Sousa Dívida Pública Educação Eleições Autárquicas Élia Capitão Em Kontacto Ensino Secundário Ensino superior Estamos Juntos Europa Falta de Ética Fernando Seara Filipe Moreira Filipe Sanches Finanças Públicas Formação Francisco Sá Carneiro Gabriel Faria Gonçalo Teixeira da Silva Guilherme Duarte Guilherme Prazeres Habita Aqui Hélder Silva Helga Afonso Helga Afonso e Aftab Tayob Inês Abrantes Inês Fonseca Joana Batista João Alcobia João Correas João Correia José Ricardo Dâmaso Jovem Autarca Jovens em Rede JSD JSD Distrital de Lisboa JSD Odivelas Juventude Social Democrata Liliana Batista Lisboa Manifesta-te Manuel Pereira Marco Almeida Margarida Balseiro Lopes Maria Inês Almeida Maria Luís Albuquerque Marisa Terenas Marta Pinto Mês da Cidadania Activa Nações Unidas NESD Secundário Odivelas ONU Opinião Orçamento para a Juventude Participação Política Partido Social Democrata Partido Socialista Paulo Pinheiro Pedro Cardoso Pedro Passos Coelho Pedro Roberto Pedro Roberto e Filipe Sanches Pedro Santana Lopes Plenário Concelhio Por um PSD mais PPD Portugal Programa Proposta de Recomendação PSD PSD Odivelas Recolha de Bens Regresso às Aulas em Grande Ricardo David Ricardo David e Tiago Duarte Robert Schuman Rodolfo Cardoso Rodrigo Pereira SOS J Tânia Bragança Tatiana Azenha Tiago Gonçalves Duarte Unir o Partido Ganhar o País Universidade de Verão 2017 Voluntariado Jovem


   No passado dia 21 de abril a freguesia da Ramada agora agregada a Caneças celebrou o seu 17º Aniversário de Elevação a Vila. Tive a honra de participar na sua sessão solene e de poder ouvir ao longo da noite o que é que os diversos partidos e individualidades da União de Freguesias pretendem para a mesma.

   Foram discursos bastantes distintos, marcados obviamente pelas diferenças de cor política e também houve espaço para algumas “calinadas” seja a propósito do politicamente correto, ou pela pobreza de conhecimento e de espírito desta freguesia. Dentro dessas mesmas “calinadas” notou-se a falta de visão para a Juventude de uma das mais jovens freguesias do Concelho de Odivelas.

   Com que então a Ramada tem muitas tradições! Uma novidade para todos nós. Apesar se já ser freguesia já há algumas décadas, nunca nenhum executivo teve o cuidado de implementar ou de cultivar tradições. Mas também é verdade que existem. Com certeza que me estão a achar contraditório, mas a realidade é que o tipo de tradições a que me refiro são tradições nocivas, que de nada trazem de bom para a freguesia e para o Concelho. Não são dignas de serem lembradas em discursos porque são incómodas, por isso sei que as tradições a que se referiram não existem. 

   A única tradição que conheço, e que afeta bastante toda a população e uma parte considerável dos jovens na Ramada e em todo o Município é a tradição dos movimentos pendulares. O vai e volta constante entre a Ramada e Lisboa, que faz da freguesia sim, um lugar movimentado porque as pessoas precisam de ir estudar e trabalhar na capital. A grande pergunta é muito simples: o que faz o executivo da Junta para atenuar este efeito que é por si só imparável? O que faz o executivo para nos mover, a nós jovens e aproveitar de nós a nossa criatividade, energia e pulso de vida?

   Por via das dúvidas fui questionar o executivo PS sobre a visão que estes tinham para a Juventude na Ramada e em Caneças na Assembleia de Freguesia que se realizou no passado dia 23 de abril. Pude afirmar que a Juventude existe, que também quer “Bailes” e que estes não devem ser só exclusivos dos mais idosos. Pude ainda por último pedir que não seguissem a mesma lógica do PS camarário, que se lembra dos jovens só no mês de maio e quando dá mais jeito, ou seja, de 4 em 4 anos. A resposta que obtive foi simples e demasiado curta para um problema tão longo. Que estivesse atento que iriam aparecer atividades. Estarei cá para esperar e ver, na certeza de que se for feito estarei lá para os saudar e caso contrário lá estarei para os repudiar e confrontá-los à palavra dada. Certo de que desta vez já não me vão poder silenciar em 3 minutos de denúncias dos problemas da freguesia, quando tinha direito a pelo menos 15 por ser o único a falar no “Período de Intervenção do Público”.

   A Juventude na Ramada está a dar sinais de vida e está a acordar de anos sucessivos em que foi esquecida. É uma juventude com vários problemas. Ainda esperamos por um polo de estudos, ainda queremos piscinas municipais e não nos esquecemos que queremos mais festividades e festas. Porque o merecemos.

   Para isso a JSD Odivelas e eu enquanto membro da mesma e habitante nesta freguesia, estaremos cá sempre para lutar pelos jovens na Ramada e para lhes dar voz nos órgãos próprios! A JSD estará cá para ver se o executivo PS vai ou não cumprir com a sua palavra ou se se vai refugiar nas lógicas do Município em que só importamos quando existem boletins de voto para preencher dentro de poucos meses!

Viva a JSD Odivelas!
Viva a Ramada e Caneças!
Viva Odivelas!

Diogo Sousa
Secretário-Geral Adjunto
JSD Odivelas

NOVA COMISSÃO POLÍTICA DA JSD ODIVELAS TOMA POSSE DIA 11 DE MAIO

Depois de um período em que a JSD Odivelas esteve em processo de renovação interna, com processos eleitorais internos e em que esteve a acompanhar as eleições nacionais que decorreram na Juventude Social Democrata, o blogue da JSD Odivelas volta ao activo!




A nova Comissão Política da JSD Odivelas foi eleita no passado dia 17 de Março, tendo se feito representar em várias ocasiões assim como tendo já participado em algumas atividades, no entanto o dia 11 de Maio é a data marcada para a formalização da Tomada de Posse deste órgão.

Será sem dúvida um momento especial em que veremos várias caras novas e em que se cumpre uma promessa eleitoral da anterior Comissão Política: promover a renovação absoluta da estrutura da JSD.

Eis os novos elementos da Comissão Política da JSD de Odivelas:

Presidente - David Pereira de Castro
Secretária-Geral - Marta Pinto 
Vice-Presidente - Rita Simão
Vice-Presidente - Rafael Alves 
Vice-Presidente - Gonçalo Cordeiro 
1ºVogal - Tiago Cardoso 
Secretário-Geral Adjunto - Diogo Sousa 
Vogal - Raquel Cardoso 
Vogal - Rita Simoes
Vogal - Nuno Rego 
Vogal - António Prazeres 
Vogal - Vasco Ferreira 
Vogal - Guilherme Prazeres 
Vogal - Tiago Palma 
Vogal - Joao André 

Coordenador Gabinete Comunicação
Diogo Guerra

Coordenador Gabinete Estudos
João Correas

Coordenadores Gabinete Ensino
David Andrade
Rafael Kullman

Veronica Fernandes

Dia 11 de Maio pelas 21 Horas contamos com a presença de todos num local que revelaremos em breve para que todos tenham conhecimento.

Ao longo destes dias o Blogue da JSD Odivelas trará a pública várias informações relativas ao novo mandato que se inicia! 

Está atento!

Continuamos por ti!




Hoje escrevo enquanto líder da JSD de Odivelas, entre outras coisas, mas acima de tudo enquanto jovem que viveu dos momentos mais difíceis que Portugal enfrentou.



Sinto-me na obrigação de não deixar passar este momento em branco.

Estamos a poucas horas de ouvir o último discurso de um dos maiores e melhores estadistas da história de Portugal, isto se não for o maior e melhor. Parece um exagero, parece até demais para esta altura, mas tive o privilégio de estudar aprofundadamente o trabalho que desenvolveu em consequência da minha vida académica e cada vez mais me convenço que, embora nunca possamos esquecer outros grandes homens como Francisco Sá-Carneiro, Aníbal Cavaco Silva, Mário Soares, Ramalho Eanes ou até António Guterres, nenhum terá vivido o que Pedro Passos Coelho viveu.

Ainda é impossível avaliar devido à proximidade temporal, mas ser Primeiro-Ministro de um país em clara e evidente banca rota, em coligação, sujeitando-se aos diversos malabarismos políticos e às constates guerras mediáticas, com uma dimensão e impacto inigualável a outros tempos, e ainda assim ser capaz de resolver o problema em 4 anos… discordem da forma, mas não discordem da verdade. Jamais serei capaz de transmitir o quão agradecido estou, não por ter cortado neste ou naquele ordenado, ou por não ter permitido que pensões abaixo dos 600€ tivessem sido afectadas, mas sim por ter ido efectivamente além da troika. Teve a coragem de o ter feito, não porque quisesse, ou porque tirasse qualquer prazer disso, mas porque não havia outra forma. Tecnicamente era impossível resolver o problema de outra forma. Mas vá, deixemo-nos destas discussões estéreis e avaliemos o cidadão, a pessoa, o estadista.

Estamos a falar de um homem que abdicou de si, da sua família, do seu bem-estar em prol de um país e de uma nação.  Um homem que enfrentou as tormentas da opinião pública enquanto acompanhava a sua esposa a enfrentar a doença mais mortífera da era moderna, sem nunca se queixar, sem baixar o nível ou até sem atirar a toalha ao chão. Sejamos honestos, quase todos ansiaram que ele o fizesse… Não o fez, não fez por Portugal e mais tarde, depois da triste vergonha que vivemos em 2015, não o fez pelo PSD, até ter a certeza que aquele que viria a seguir tinha condições para disputar eleições legislativas sem ser atrocidado pelo próprio partido.

Continuaria horas a escrever até conseguir transmitir a admiração que tenho por este homem, mas deixo esta mensagem com uma última partilha, até porque quero ir ouvi-lo.

Lembro-me de entrar com 15 anos no Mercado da Ribeira para um evento da JSD Distrital de Lisboa, Passos era o orador. Foi a primeira intervenção que fiz a seguir ao Plenário do PSD, perguntei-lhe pelo futuro do Estado Social Europeu… Passos respondeu, mais tarde tratou de garantir esse futuro para o seu país. Pelo menos até que outros voltem a pôr em causa. A última vez que esteve em Odivelas, estávamos ainda a jantar e, sem saber, perguntou por alguns membros da minha família. Esclareci-o. Hoje tenho o privilégio de poder dizer: Não, não te deixamos nunca, estaremos cá sempre. Estivemos em 80’s, até em 90’s e claro durante as primeiras e próximas décadas do século XXI.

Não acho que isso valha de muito, somos apenas uns em milhares que tiveram esta possibilidade, como é óbvio muito distantes de outros que o acompanharam sempre, que viveram os seus momentos mais difíceis. Mas jamais poderia deixar de agradecer a um homem que, quer queiram quer não, salvou Portugal!


Em nome da JSD de Odivelas e em nome de todos os jovens que mesmo não sabendo a ti o devem, obrigado pelo serviço prestado ao país!

David Pereira de Castro

JSD Odivelas declara apoio a Margarida Balseiro Lopes para Presidente da Juventude Social Democrata


A Comissão Política da JSD Odivelas reuniu no passado dia 8 de Fevereiro para debater o futuro da Juventude Social Democrata.

A Juventude Social Democrata vive momentos de debate interno e ponderação para as próximas eleições para os órgãos nacionais. Nesse sentido, a Concelhia de Odivelas reuniu para debater o assunto e tomar uma posição oficial relativa ao futuro da JSD. Na sequência desse debate, a Comissão Política da JSD Odivelas aprovou unanimente o apoio à candidatura Conquistar Portugal liderada pela Deputada e ex-Secretária-Geral da JSD Margarida Balseiro Lopes, que renunciou ao mandato de Secretária-Geral, no momento em que entrou em campanha.

A JSD Odivelas, que defende a necessidade da “reforma” da JSD, da implementação de práticas mais modernas e digitais na estrutura, de uma nova estratégia de comunicação, da defesa de bandeiras que vão para além da educação, vê na companheira Margarida Balseiro Lopes a pessoa indicada para gerir os destinos da JSD e iniciar esta nova fase essencial e fulcral para o futuro da maior, mais ativa e melhor juventude partidária do país.

Numa altura em que se propaga a ideia do culto da liderança e a utilização dos media para dar destaque à minima coisa que se vai fazendo, num momento em que os jovens vão sendo enganados por aqueles que nos governam, atirando areia para os nossos olhos e fingindo que tudo vai bem, acreditamos ser essencial esta conquista que se avizinha. A JSD Odivelas defende só podemos ambicionar executar um verdadeiro programa de juventude como se exige através da candidatura Conquistar Portugal.

Afirmar que é tempo da JSD é viver no equívoco de não perceber que esse tempo já foi, noutra altura, em que a JSD era realmente uma estrutura partidária da moda e em que todos queriam fazer parte dela. O tempo da JSD é outro, é ser capaz de justificar os cargos que se ocupam com trabalho, dedicação e confiança. Hoje é o tempo de conquistar! Conquistar uma juventude que vive alheada das suas responsabilidades e pouco exigente face aos que a lideram. É tempo de Conquistar um país que não pode viver entre o culto da liderança e a hipocrisía de virar a cara aos problemas. É tempo de ConquistarPortugal com uma JSD exemplar e digna do trabalho que desenvolve.

Convidamos todos a estarem presentes na apresentação da Candidatura Conquistar Portugal na Marinha Grande dia 3 de Março.

Informamos também que a outra candidatura à JSD é liderada pelo companheiro André Neves, vice-presidente da Comissão Política Nacional da JSD e Presidente da JSD Distrital de Aveiro.


Vamos Conquistar Portugal!






Esta é uma Geração de Confiança!


A JSD Odivelas vive mais um grande momento neste mandato! O Presidente da JSD Odivelas, David Pereira de Castro, tomou posse no dia 8 de fevereiro como Vereador da Câmara Municipal de Odivelas.

Numa reunião extraordinária em que os temas eram muito sensíveis para o futuro do Município, o presidente da JSD Odivelas foi chamado a tomar posse em regime de substituição ficando com o estatuto de oposição tal como os restantes vereadores do PSD. Nesta reunião foram apresentados como pontos de discussão a primeira revisão orçamental para o ano 2018 e o futuro do Mosteiro de Odivelas.



Embora sendo a sua primeira reunião, o Presidente da JSD pediu a palavra nos dois pontos de debate. 

No ponto da revisão orçamental, além das diversas questões colocadas, a JSD relembrou a importância da revisão do Plano da Rede Ciclável. Curiosamente, o Presidente da JSD Odivelas levantou esta questão recentemente num debate com a JP Odivelas para a Odivelas TV.
O Vereador e Presidente da JSD Odivelas reforçou a importância desta decisão e questionou o Presidente da Câmara Municipal, Hugo Martins, se esta decisão tinha tido como base a denúncia feita pela JSD Odivelas, dando-lhe os parabéns por acompanhar o trabalho que a JSD vai desenvolvendo.

No ponto 2, sobre a entrega à gestão municipal do Mosteiro D. Dinis, o PSD contou com várias intervenções dos Vereadores Marco Pina, Ana Isabel Gomes e David Pereira de Castro. O Presidente da JSD Odivelas questionou a razão da estimativa de investimento necessário para a recuperação do Mosteiro e qual a base para essa estimativa. Foram ainda levantadas questões relacionadas com o plano de execução para o Mosteiro e qual o fim que se previa dar ao mesmo. 




David Pereira de Castro, relembrou ainda algumas das propostas que foram feitas pela JSD Odivelas para o Mosteiro e a zona envolvente, entre os quais a integração da START-In de Odivelas nas valências do Mosteiro e a criação do Projeto Habita Aqui que visa a recuperação do centro histórico de Odivelas para fins habitacionais, particularmente para a Juventude Odivelense. 



A JSD Odivelas alcança assim  dois objetivos a que se tinha proposto no início do seu mandato por via do projeto Jovem Autarca, ter um Vereador na Câmara Municipal de Odivelas e ter mais autarcas nos órgãos face ao mandato anterior.


Esta é sem dúvida uma Geração de Confiança!


Margarida Balseiro Lopes estará hoje em Odivelas para falar com a JSD de Odivelas sobre a Importância da Participação Cívica dos Jovens!




Contamos com a tua presença para encerrar o Projecto SOS J dedicado à Participação Cívica, ao Voluntariado e à Protecção dos mais Desfavorecidos.

Para encerrar contamos com a Presença da Secretária-Geral da JSD - Juventude Social Democrata Margarida Balseiro Lopes que abordará connosco a Importância da Participação Cívica dos Jovens.

Às 21H30 esperamos por ti na nossa Sede!

Esta é sem dúvida uma Geração de Confiança!


No âmbito do Projecto SOS J, a JSD de Odivelas lançou a 8 de Dezembro de 2017 uma Recolha de Bens que atingiu proporções incalculáveis. A entrega começou no dia 6 de Janeiro e ainda não foi concluída devido à quantidade de bens angariados.


Como podemos ver nas fotografias, a JSD de Odivelas promoveu a maior recolha de bens da história das juventudes partidárias em Odivelas. No dia 6 de Janeiro as primeiras Instituições a receberem os bens angariados foram a IPSS Casa Raínha Santa Isabel, caracterizando-se por ser um Centro de Acolhimento de Jovens em Risco, a CEDEMA, Associação de Pais e Amigos de Pessoas Portadoras com Deficiências Mentais, e o CURPIO de Odivelas, Associação de Apoio à Pessoa Idosa.


Estas 3 Instituições receberam várias bens de resposta a necessidades identificadas, incluíndo um Micro-ondas, dezenas de produtos de higiene para crianças, incluíndo um donativo de produtos para combate aos piolhos, roupa para criança e adulto, roupas de cama e de higiene para apoio, objectos de organização diária, loiças, cabides e estruturas de apoio às equipas de limpeza e diversos bens alimentares.

Após esta primeira entrega, houve uma nova distribuição à APCL- Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa em Odivelas, em que foram distribuídos dezenas de cobertores, jogos de lençóis de cama, roupa de higiene diária, roupa para adultos, loiça para o apoio ao domicílio e ainda se agendou uma segunda visita para uma nova distribuição.

Ao longo das diversas semanas foram ainda distribuidos diversos bens pessoas com situações identificadas de grande necessidade que nos foram chegando ao longo desta recolha.



No âmbito desta recolha, estivemos ainda na Urmeira num dos sábados do mês de Janeiro a distribuir em mão diversas peças de roupa e muitos brinquedos a famílias e jovens carenciados onde tivemos a oportunidade de lidar com aqueles que são sempre lembrados no pré-eleições autárquicas e sempre esquecidos no pós-eleições. Mais um momento marcante neste projecto em que a JSD promoveu o contacto com as populações e o acompanhamento in loco das diversas necessidades dos jovens de Odivelas.

Este foi sem dúvida um dos momentos mais marcantes do Mandato da JSD de Odivelas 2016-2018. Cumprimos com tudo o que nos propusemos no âmbito deste projecto e permitimos que os jovens da JSD tivessem a oportunidade de lidar com grandes exemplos de humildade, esforço e luta diária pela melhoria das condições de vida ou dos pequenos grandes desafios do dia à dia que estas pessoas enfrentam.  

 
A Comissão Política da JSD de Odivelas agradece a todos aqueles que contribuíram para este projecto e que doaram diversos bens para esta causa. É para nós um orgulho constatar a solidariedade entre todos!



A JSD Odivelas já apresentou em 4 órgãos dos 7 órgãos onde o PSD ou a JSD têm representantes a Moção Vitalização e Dinamização do Banco de Voluntariado de Odivelas.



O Banco de Voluntariado de Odivelas apresentado como um ponto de encontro e partilha entre os voluntários e as organizações, tal como nos apresenta o sitio da Câmara Municipal de Odivelas, demonstra ser uma estrutura essencial para a promoção da cidadania no nosso Município.

Num contexto em que esta valência municipal prevê uma forma de promover o encontro de pessoas que oferecem a sua disponibilidade para prestarem um conjunto de acções inerentes à condição da cidadania activa e das instituições que disponibilizam oportunidades de enquadramento em actividades e áreas de interesse social e comunitário, identificamos algumas lacunas que devem ser melhoradas com vista a alcançar, não só o seu fim, mas um também maior alcance desta valência supra-referida. Sendo este banco de voluntariado uma ferramenta que se destina a todos aqueles que se interessam pelo tema do voluntariado e queiram receber, conhecer ou integrar as actividades desenvolvidas pelo mesmo entendemos que o mesmo necessita de muito mais atenção por parte do Municipio do que aquela que tem sido dada.

Tendo em conta a estrutura etária do Município, com uma taxa de envelhecimento que necessita da nossa atenção, mas também a maior taxa de natalidade do país, tendo igualmente em conta o tecido social hoje existente, cada vez com maior influência, dinâmica e dimensão, assim como as características sociais e económicas de algumas zonas do nosso território, cremos que o que está a ser feito é manifestamente pouco. É de louvar a existência desta valência desde 2004, assim como o trabalho que as equipas técnicas tem tentado desenvolver, no entanto sabemos que, ainda assim, a abrangência do mesmo é muito curta face às necessidades do Município e à vontade que a juventude Odivelense apresenta em matéria de participação cívica por via do voluntariado. 

Assumimos que a selecção e o processo de integração dos voluntários são adequados e vão ao encontro das melhores práticas do sector, assim como nos parece de algum modo que o processo está simplificado face aos hábitos burocráticos destas estruturas. Deste modo, parece-nos que os pontos-chave de melhoria e aumento do alcance do banco de voluntariado passam por maior interacção com os pólos de maior concentração de possíveis voluntários, assim como com as diversas instituições que se estabeleceram no Município de Odivelas e que não têm conhecimento da existência desta estrutura.

Após a auscultação de diversas instituições e em particular daquela que poderá dar um enorme contributo para o desenvolvimento do dinamismo cívico através do voluntariado, a juventude, a JSD entende ser de toda a importância a:

1.    Criação de um registo online que facilite o acesso ao processo de inscrição sem implicar a impressão e digitalização da documentação para inscrição, a título de exemplo: via formulário Google que vá directamente para a conta de correio electrónico do(a) responsável pela gestão de candidaturas;

2.    Desenvolvimento de uma estratégia de comunicação de divulgação do Banco de Voluntariado junto das Organizações potencialmente interessadas através dos diversos canais de comunicação da Câmara Municipal de Odivelas;

3.    Geração de protocolos entre estabelecimentos de ensino, em particular ensino superior do Município, que visem maior colaboração e informação face a jovens estudantes que tendencialmente procuram soluções deste tipo para o seu enriquecimento pessoal, académico e curricular;

4.    Implementação de estratégias de aproximação e divulgação da importância desta actividade junto das diversas instituições do Ensino Secundário de modo a sensibilizar os jovens Odivelenses, dando-lhes a conhecer o Banco de Voluntariado Municipal;

5.    Criação de um sistema de acompanhamento e integração na sociedade civil por via da participação cívica nestas actividades através dos diversos Gabinetes de acompanhamento de jovens da Câmara Municipal de Odivelas e dos Gabinetes de acompanhamento das diversas Instituições de Ensino;

6.    Divulgação por via dos diversos canais de comunicação e através de acções de sensibilização nos pólos de maior concentração de pessoas em Odivelas da existência desta oportunidade.

Acreditamos ser essencial um Município que promova a capacidade de “dar sem esperar nada em troca” e que leve à prática uma das suas mensagens essenciais, mais inclusivo, mais sustentável, mais próximo e mais empreendedor. 



A JSD de Odivelas, através dos vários autarcas que nos representam, quer membros eleitors do PSD Odivelas, quer membros eleitos da JSD Odivelas, tem apresentado nos vários órgãos autárquicos, a proposta de Valorização e Dinamização do Banco de Voluntariado de Odivelas.

O Banco de Voluntariado de Odivelas apresentado como um ponto de encontro e partilha entre os voluntários e as organizações, tal como nos apresenta o sitio da Câmara Municipal de Odivelas, demonstra ser uma estrutura essencial para a promoção da cidadania no nosso Município.

Num contexto em que esta valência municipal prevê uma forma de promover o encontro de pessoas que oferecem a sua disponibilidade para prestarem um conjunto de acções inerentes à condição da cidadania activa e das instituições que disponibilizam oportunidades de enquadramento em actividades e áreas de interesse social e comunitário, identificamos algumas lacunas que devem ser melhoradas com vista a alcançar, não só o seu fim, mas um também maior alcance desta valência supra-referida. Sendo este banco de voluntariado uma ferramenta que se destina a todos aqueles que se interessam pelo tema do voluntariado e queiram receber, conhecer ou integrar as actividades desenvolvidas pelo mesmo entendemos que o mesmo necessita de muito mais atenção por parte do Municipio do que aquela que tem sido dada.

Tendo em conta a estrutura etária do Município, com uma taxa de envelhecimento que necessita da nossa atenção, mas também a maior taxa de natalidade do país, tendo igualmente em conta o tecido social hoje existente, cada vez com maior influência, dinâmica e dimensão, assim como as características sociais e económicas de algumas zonas do nosso território, cremos que o que está a ser feito é manifestamente pouco. É de louvar a existência desta valência desde 2004, assim como o trabalho que as equipas técnicas tem tentado desenvolver, no entanto sabemos que, ainda assim, a abrangência do mesmo é muito curta face às necessidades do Município e à vontade que a juventude Odivelense apresenta em matéria de participação cívica por via do voluntariado. 

Assumimos que a selecção e o processo de integração dos voluntários são adequados e vão ao encontro das melhores práticas do sector, assim como nos parece de algum modo que o processo está simplificado face aos hábitos burocráticos destas estruturas. Deste modo, parece-nos que os pontos-chave de melhoria e aumento do alcance do banco de voluntariado passam por maior interacção com os pólos de maior concentração de possíveis voluntários, assim como com as diversas instituições que se estabeleceram no Município de Odivelas e que não têm conhecimento da existência desta estrutura.

Após a auscultação de diversas instituições e em particular daquela que poderá dar um enorme contributo para o desenvolvimento do dinamismo cívico através do voluntariado, a juventude, a JSD entende ser de toda a importância a:

1.    Criação de um registo online que facilite o acesso ao processo de inscrição sem implicar a impressão e digitalização da documentação para inscrição, a título de exemplo: via formulário Google que vá directamente para a conta de correio electrónico do(a) responsável pela gestão de candidaturas;

2.    Desenvolvimento de uma estratégia de comunicação de divulgação do Banco de Voluntariado junto das Organizações potencialmente interessadas através dos diversos canais de comunicação da Câmara Municipal de Odivelas;

3.    Geração de protocolos entre estabelecimentos de ensino, em particular ensino superior do Município, que visem maior colaboração e informação face a jovens estudantes que tendencialmente procuram soluções deste tipo para o seu enriquecimento pessoal, académico e curricular;

4.    Implementação de estratégias de aproximação e divulgação da importância desta actividade junto das diversas instituições do Ensino Secundário de modo a sensibilizar os jovens Odivelenses, dando-lhes a conhecer o Banco de Voluntariado Municipal;

5.    Criação de um sistema de acompanhamento e integração na sociedade civil por via da participação cívica nestas actividades através dos diversos Gabinetes de acompanhamento de jovens da Câmara Municipal de Odivelas e dos Gabinetes de acompanhamento das diversas Instituições de Ensino;

6.    Divulgação por via dos diversos canais de comunicação e através de acções de sensibilização nos pólos de maior concentração de pessoas em Odivelas da existência desta oportunidade.


Acreditamos ser essencial um Município que promova a capacidade de “dar sem esperar nada em troca” e que leve à prática uma das suas mensagens essenciais, mais inclusivo, mais sustentável, mais próximo e mais empreendedor. 

JSD Odivelas

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget